16.5 C
Porto Alegre
14 de agosto de 2022
-Patrocinado-

Ataques hackers para cometer fraudes em redes sociais aumentam; veja como se proteger

Segundo especialistas, plataformas estão passíveis a processos judiciais caso não retirem contas hackeadas do ar com agilidade

O advogado Álvaro Castelo Branco levou um susto quando foi tentar entrar no perfil pessoal dele na internet: o acesso estava negado. Outra pessoa administrava os posts dele vendendo vários eletrodomésticos. Nada era de Álvaro. “Na verdade, a minha conta foi roubada, porque a partir do momento que eles acessaram a minha conta eu não tinha mais acesso, eles alteraram a minha senha, meu e-mail de contato, meu telefone, e a partir daí eles começaram a aplicar golpes, anunciando produtos, iPhone, televisão, geladeira, sofá no meu Instagram”, afirmou. Sem desconfiar que se tratava de um golpe, alguns amigos acreditaram nos posts e chegaram a negociar a compra dos objetos. O golpista só aceitava pagamento via pix, exigia um sinal para garantir a venda e pedia o comprovante da transferência. Depois de tudo, ninguém mais falava com o comprador e o advogado dono da conta não tinha como avisar a todos os seguidores para previní-los. “Isso me deixou muito chateado, depois eu consegui acessar minha conta novamente e quando eu consegui acessar a minha conta eu vi várias pessoas que tinham sido vítimas do golpe”, afirmou.

A servidora pública Sue-ane Falcão também passou pelo mesmo problema. Ela ficou sabendo que a conta havia sido hackeada quando os amigos começaram a mandar mensagem querendo comprar os produtos anunciados no perfil. Ela tentou resgatar a conta, sem sucesso, e preferiu desistir e abrir outro perfil. “Acabei desistindo da minha conta no Instagram porque nada foi feito diante de tantas denúncias, de tantos bloqueios. Fiquei sabendo que a minha conta havia sido hackeada através de amigos que começaram a me ligar perguntando sobre preços de produtos que estavam sendo anunciados na minha conta. Imediatamente eu entrei em contato com meus amigos e pedi que todos fizessem a denúncia ao Instagram e em seguida bloqueassem”, lembrou. Todo usuário pode ter a conta hackeada, independentemente da quantidade de seguidores. A rede social recomenda o uso de algumas etapas de proteção, que ficam no setor de “configurações” da conta. Um dos recursos é a autenticação de dois fatores. Depois de acionado, ele dificulta o ataque hacker. Se mesmo quando os recursos de proteção são acionados a conta é hackeada, os usuários costumam encontrar dificuldades para recuperar sua identidade digital. “É dever da rede social excluir a página do usuário imediatamente. Caso não exclua e esses criminosos tenham benefícios de usuários de forma fraudulenta, criminosa, a rede social está passível a responder judicialmente por danos a terceiros por não ter retirado a página das redes sociais”, explica o advogado Marcelo Lucas. Qualquer pessoa pode denunciar uma conta hackeada: basta procurar o recurso disponível nos perfis da rede social.

- Patrocinado -

Artigos Relacionados

Fique conectado

2,758FãsCurtir
2,655SeguidoresSeguir
856InscritosInscrever

Últimas Notícias