20.8 C
Porto Alegre
28 de novembro de 2021
-Patrocinado-spot_img

Brasil tem histórico de assassinos em série; relembre alguns casos

As noticias envolvendo a caçada das polícias de Goiás e do Distrito Federal ao chamado de serial killer do DF tem gerado terror na população daquela região. Lázaro Barbosa segue foragido depois de tornar-se suspeito de matar uma família inteira na semana passada. 

Casos de assassinos em série que se tornam célebres em jornais, TVs e revistas não são poucos no Brasil, infelizmente, e é bem provável que você mesmo saiba citar alguns nomes de cabeça – ou, ainda que não os nomes dos criminosos, provavelmente se lembra de seus “apelidos”, como o Maníaco do Parque ou Chico Picadinho”. 

Seja pelo horror que geram por seus atos terríveis, seja pela curiosidade humana que esses casos de violência brutal despertam, assassinos em série já inspiraram também muitos filmes e séries premiadas, principalmente nos Estados Unidos. Foi neste país, aliás, onde surgiu o conceito, criado pelo agente aposentado do FBI Robert Ressler. 

Pedrinho Matador

Pedrinho Matador: apesar de ter 71 assassinatos em sua ficha criminal, o criminoso diz que fez mais de 100 vítimas. Foi preso em 1973 e saiu…

Maniaco do Parque

Maníaco do Parque: Condenado por estupro e assassinato de 9 mulheres, diz ter matado 11. Foi preso em 1998 e segue na prisão

Bandido da Luz Vermelha

Bandido da Luz Vermelha: Condenado por quatro assassinatos, invadia mansões para roubar, usando um lenço e uma lanterna vermelha. Cumpriu 30 e saiu. João Acácio Pereira da Costa João Acácio Pereira da Costa morreu 4 meses após sua liberdade.

Chico Picadinho

Chico Picadinho: Condenado pelos assassinatos de duas mulheres, ficou famoso por esquartejar suas vítimas. Preso em 1966 e depois em 1976, Francisco da Costa Rocha continua preso.





Artigos Relacionados

Fique conectado

2,758FãsCurtir
2,655SeguidoresSeguir
856InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias