20.7 C
Porto Alegre
8 de dezembro de 2021
-Patrocinado-spot_img

Canoas terá reajuste de R$0,20 na passagem municipal

A Prefeitura de Canoas anunciou, na noite desta sexta-feira (9), o reajuste na tarifa do transporte coletivo urbano. A partir de domingo (11), a tarifa passa a custar R$4,80. O aumento de R$0,20 equivale a uma elevação de apenas 4,54%. O índice é resultado de avaliação técnica de todos os insumos que compõem o cálculo tarifário.

O último reajuste no preço das passagens havia acontecido em 2019. Em abril deste ano, a Sogal pleiteou valor de R$5,88, considerando os preços variáveis dos insumos básicos, principalmente, do óleo diesel e pneus.

Contudo, a proposta não foi aceita pelo Prefeito Jairo Jorge, que solicitou cálculo, eminentemente, técnico com base em todos os custos encontrados pela Junta de Governança.

O aumento de R$0,20 será aplicado também no transporte seletivo, que passa dos atuais R$5,10 para R$5,30.
O novo preço foi aprovado na noite da sexta-feira (9) pelo Conselho Municipal de Transportes, após reunião extraordinária.

O Conselho Municipal de Transportes é integrado por representantes de 11 entidades ligadas ao setor.

Entenda o caso
Ao assumir, em 1° de janeiro, a nova gestão do Executivo encontrou o transporte público de Canoas paralisado, o que exigiu um esforço da Administração para não deixar a população desassistida. Em março, a Prefeitura de Canoas passou a participar da mediação junto ao Tribunal Regional do Trabalho, para ajudar a encontrar alternativa entre as partes envolvidas na prestação de serviços do transporte coletivo urbano da cidade.

Como resultado dos últimos acordos, foram estabelecidas 11 importantes ações a serem cumpridas pelo Executivo Municipal, Sindicato dos Trabalhadores e a empresa de ônibus Sogal. Entre elas:

– manutenção do trabalho da Junta de Governança, que vem fiscalizando as ações da empresa;
– implementação, até o final de julho, das 3 linhas faltantes das 10 propostas no transporte seletivo;
– prazo de 15 dias para que a Sogal apresente cronograma de instalação das linhas rápidas;
– envio à Câmara de Vereadores do Projeto de Lei do Executivo, tratando da isenção do ISSQN, a fim de garantir a manutenção da tarifa mais baixa para não pesar no bolso do trabalhador;
-avaliação dos limites de uso nas gratuidades;
– implantação de novo modelo de bilhetagem eletrônica, visando à modernização e agilidade;
– compra de R$795.000,00 em passagens para os programas sociais do município. Desta forma, quem mais necessita receberá passagens da Prefeitura para procurar emprego, como também buscar os serviços públicos e outras necessidades;
-compromisso, por parte dos trabalhadores, de não instalarem greve dentro dos próximos 90 dias.

O acordo prevê que o dinheiro repassado pela Prefeitura vá direto para o pagamento dos salários e verbas trabalhistas.

O Prefeito Jairo Jorge lembra que a compra de passagens realizadas pela Prefeitura será feita diretamente via TEU, o que garantirá o pagamento da folha salarial, que está em atraso. A intenção é que os trabalhadores não interrompam os serviços. “Estamos fazendo todos os esforços possíveis para não permitir que os canoenses, usuários do transporte coletivo, sofram com os problemas de gestão da Sogal. Esse é mais um movimento da Prefeitura para manter a normalidade do transporte em nossa cidade”, declarou o prefeito.

O secretário municipal de Transportes e Mobilidade, Francisco Nunes, explica que não há uma solução simplória e que a Prefeitura está trabalhando muito forte para a recuperação do transporte público na cidade. “Desde que a Junta de Governança começou a funcionar dentro da empresa, fizemos diversos apontamos importantes. Estamos executando o que é necessário para termos o transporte público funcionando neste momento de grave crise econômica”, reforçou.

Fonte: Escritório de Comunicação da PMC





Artigos Relacionados

Fique conectado

2,758FãsCurtir
2,655SeguidoresSeguir
856InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias