29.9 C
Porto Alegre
20 de janeiro de 2022
-Patrocinado-spot_img

Carmen Flores 955 votos quer presidir o Pros-RS

Depois de fazer mais de 1,5 milhões de votos (na onda bolsonarista) em 2018, a ex-PSL, concorreu pelo PSC para uma cadeira na Câmara dos Vereadores, onde, obteve míseros 955 votos.

Reitarada da Presidência do PSL gaúcho por fazer repasses de verbas públicas de campanha para a filha, para a neta e para a própria loja.

Conforme dados públicos que constam no sistema de prestação de contas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a empresária recebeu R$ 200 mil da direção nacional do PSL, proveniente do fundo partidário, para financiar as legendas e as campanhas eleitorais. Segundo a reportagem da Folha de São Paulo, Maribel Lopes, filha de Carmen, recebeu R$ 40 mil pelo aluguel de seis meses de um imóvel com o mesmo endereço da loja de móveis da mãe, em Porto Alegre. Ao lado, funcionou a sede do PSL durante a campanha, local agora vazio. Antes, o endereço do PSL era o apartamento residencial da candidata. Já a neta de Carmen recebeu R$ 1.155,45 para fazer panfletagem na rua, conforme os recibos.

A “empresária” e “suas lojas” tiveram sérios problemas com a Receita Federal ainda não diluídos, viu?

O Site soube por uma fonte altamente fidedigna que a ex-bolsonarista quer de qualquer jeito presidir o Pros-RS. Carmen quer disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados. O Site aposta que ela não faz 3 mil votos, viu? O Pros-RS têm que saber escolher melhor seus filiados, viu?

Artigos Relacionados

Fique conectado

2,758FãsCurtir
2,655SeguidoresSeguir
856InscritosInscrever

Últimas Notícias