Covid-19: Porto Alegre amplia vacinação para 23 anos ou mais nesta quinta-feira, 12/8

A prefeitura irá ampliar o público prioritário para primeira dose da vacinação contra a Covid-19 para pessoas com 23 anos ou mais nesta quinta-feira, 12. A aplicação das doses estará disponível em 12 unidades de saúde e no novo ponto de vacinação no Shopping Total. Nos mesmos locais, ocorre a vacinação para adolescentes com comorbidades a partir de 12 anos (1ª dose) e gestantes e puérperas (2ª dose). Haverá também operação no drive híbrido do Shopping Bourbon Wallig, com acesso de carro ou a pé.

O agendamento pelo aplicativo 156+POA será mantido para aplicação da primeira dose. Além das unidades Morro Santana, Tristeza e São Carlos, que já ofereciam o serviço no período noturno (das 18h às 21h), mais três unidades estão com agendas abertas para o período diurno: Diretor Pestana (9h às 16h), Nossa Senhora de Belém (9h às 16h) e Passo das Pedras 1 (7h às 17h).

A aplicação da primeira dose continua para os públicos já contemplados anteriormente na campanha: profissionais de saúde e de apoio à saúde; pessoas com deficiência a partir de 18 anos; pessoas com comorbidades a partir de 18 anos; funcionários das escolas municipais, estaduais e particulares de ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior; gestantes e puérperas; cuidadores de crianças ou adolescentes com deficiência permanente e lactantes (que estejam amamentando bebês com até 12 meses).

Documentação – Para receber a primeira dose, todos os públicos devem apresentar documento de identidade com CPF e comprovante de residência em Porto Alegre. Para os cuidadores de crianças ou adolescentes com deficiência permanente, é preciso certidão de nascimento ou documento de guarda e comprovação da deficiência permanente.

Gestantes precisam de documento que comprove a gestação (exame laboratorial/ecográfico ou o cartão de pré-natal) e puérperas, documento que comprove o puerpério (registro de alta hospitalar ou certidão de nascimento da criança). Já as lactantes devem levar documento de comprovação que contenha a data de nascimento da criança.

Para profissionais de saúde ou da educação, é preciso documento que comprove o vínculo de trabalho em Porto Alegre. Já para o grupo das comorbidades e deficiência, é necessário comprovar a condição (receita, laudo de exame, laudo ou relatório médico – exceto Síndrome de Down). No caso dos adolescentes com comorbidades, o comprovante de residência poderá ser no nome dos pais ou responsáveis.

Segunda dose – A aplicação da segunda dose segue disponível em 32 unidades de saúde e 9 farmácias parceiras para quem recebeu AstraZeneca há pelo menos dez semanas e em 12 unidades de saúde para todos que receberam a primeira dose de Coronavac há 28 dias. Não haverá aplicação de segunda dose Pfizer para o público em geral, pois não existem pessoas com doses com prazos determinados para o período. Segundo determinação do Ministério da Saúde, desde 14 de junho o intervalo entre a primeira e segunda dose do imunizante Pfizer é de dez semanas.

Para segunda dose, é necessário levar identidade com CPF e carteira com registro da primeira aplicação.

O quê: primeira dose contra a Covid-19
Público: pessoas com 23 anos ou mais; profissionais de saúde e de apoio à saúde; pessoas com deficiência a partir de 18 anos; pessoas com comorbidades a partir de 18 anos; funcionários das escolas municipais, estaduais e particulares de ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior; gestantes e puérperas, cuidadores de crianças ou adolescentes com deficiência permanente, lactantes (que estejam amamentando bebês com até 12 meses) e adolescentes com comorbidades a partir de 12 anos.
Onde: 12 unidades de saúde, Shopping Total e um drive-thru (Shopping Bourbon Wallig)

O prefeito Sebastião Melo e o Secretário Mauro Sparta estão empenhados na vacinação da população de Porto
Alegre!!!

Deixe um comentário