19.5 C
Porto Alegre
1 de dezembro de 2021
-Patrocinado-spot_img

Em meio a polêmica, Sikêra Jr. bate novo recorde de audiência na RedeTV!

O comentário homofóbico de Sikêra Jr. na edição de sexta-feira (25) do Alerta Nacional reascendeu o interesse dos telespectadores da Grande São Paulo pelo jornalístico da RedeTV!. A primeira edição do telejornal após a polêmica, que mobilizou internautas nas redes sociais para pedir que marcas patrocinadoras da atração rescindissem os seus contratos, foi responsável pela maior audiência do programa em 2021. A atração foi a responsável por fazer o canal ganhar 1700% de audiência em menos de uma hora, indo de 0,2 ponto às 17h59 para 3,6 às 18h58.

Em seu horário completo, o programa comandado pelo veterano marcou média de 2,2 pontos nesta segunda-feira (28), índice que garantiu a quinta colocação isolada para a RedeTV!. O jornalístico foi o programa mais assistido da emissora no dia, superando grifes como o A Tarde é Sua (0,7), RedeTV! News (1,4) e TV Fama (0,6), mas não conseguiu evitar outra derrota do canal para a TV Cultura na média-dia. Entre 7h e meia-noite, a rede teve média de 0,6 ponto, contra 0,9 da rival.

Em média, cerca de 452 mil pessoas assistiram ao Alerta Nacional. O telejornal não tinha tanto público desde a edição transmitida no dia 29 de setembro do ano passado (2,5 pontos), ou seja, há exatos nove meses atrás. Em seu momento de maior audiência, o programa de Sikêra Jr. chegou a se aproximar do Brasil Urgente. Às 19h15, o placar apontava 3,2 pontos para a RedeTV! e 3,9 para o jornalístico comandado por José Luiz Datena.

Polêmica afastou anunciantes e causou revolta

O Alerta Nacional foi parar no olho do furacão por conta de outra declaração controversa de seu âncora. Durante a edição de sexta-feira, o apresentador avaliou uma campanha publicitária produzida pelo Burger King para ressaltar a importância do dia do orgulho LGBTQIA+. No comercial da marca, a empresa mostra que não há dificuldade alguma em explicar para crianças assuntos relacionados a temática, e ressalta que boa parte da juventude já lida com o tema de maneira mais madura do que diversos adultos — que, por sinal, ficaram indignados com a propaganda.

Sikêra Jr. foi uma das vozes mais ativas nas queixas da ação publicitária do fast food. Ele usou parte do jornalístico da RedeTV! para dizer que o comercial do Burger King tinha viés comunista, era “lacrador e nojento”, e se referiu aos homossexuais como “nojentos” e uma “raça desgraçada”.

“A criançada está sendo usada. Um povo lacrador que não convence mais os adultos e agora vão usar as crianças. É uma lição de comunismo: vamos atacar a base, a base familiar, é isso que eles querem. Nós não vamos deixar. Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança”, pontuou ele.

O comentário homofóbico do jornalista viralizou nas redes sociais na tarde de sábado (26). Diversos internautas se mobilizaram para que os anunciantes do programa se manifestassem contra a fala do titular da atração, e o perfil Sleeping Giants fez uma campanha para desmonetizar os vídeos do jornalista no, batizada de #DesmonetizaSikera, que também pede para que as marcas deixem de patrocinar o Alerta Nacional.

Até a publicação deste texto, quatro empresas já rescindiram seus contratos com a RedeTV! e a TV A Crítica: a partir de agora, o jornalístico não contará mais com merchandisings da construtora MRV, da operadora Tim, dos planos de saúde da HapVida e da montadora Ford. O Magazine Luiza, que tinha propagandas exibidas antes dos vídeos do jornalista na internet, mas não patrocinava o programa, e a Nivea alteraram suas configurações de programática para banir anúncios da marca nas páginas do apresentador e do Alerta Nacional.





Artigos Relacionados

Fique conectado

2,758FãsCurtir
2,655SeguidoresSeguir
856InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias