ESPUMOSO (RS) E A FÁBRICA DE LEITE FANTASMA

ESPUMOSO (RS) E A FÁBRICA DE LEITE FANTASMA

ESPUMOSO - CAPÍTULO 1
A POPULAÇÃO COMEÇA A VER MELHOR ESTE UFANISMO DE ALGUNS EM TORNO DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL.
A VERDADE MOSTRA QUE A REALIDADE É MUITO DIFERENTE DO QUE DIVULGAM NA IMPRENSA (LOCAL) E AS QUE SÃO PROPAGANDEADAS NA CIDADE PELOS OCUPANTES DOS CARGOS DE CONFIANÇA

As graves irregularidades NÃO começaram nesta administração, iniciaram há mais tempo, porém, com os mesmos que hoje comandam Espumoso.

Aquisição de uma área de 3 hectares para uma indústria de laticínios SEM LICITAÇÃO…

Como já falamos, este Editor busca combater as administrações que praticam desmandos, irregularidades e imoralidades em qualquer lugar do país. O site IMPRENSALIVRERS.COM.BR já contribuiu para inquéritos na PF e no MPF, que resultou na perda de cargos e condenações por improbidade administrativa de poderosos funcionários públicos, como no caso do ex-ministro e ex-secretário da Saúde do Pará, Dr. Alberto Beltrame (o mais recente). Também o Site foi o responsável pelo desmantelamento da Máfia das Órteses e Próteses do Hospital Cristo Redentor entre outros casos. 

Todas estas pessoas estavam acima de qualquer suspeita, respeitadas pelas instituições e sociedade, então este Editor sentiu o cheiro da corrupção…

 

Prefeitura de Espumoso

Em Espumoso nos causa admiração ao ver um prefeito que pratica atos ilegais e imorais, que poderia estar cotado como alguns dos maiores escândalos do país e vemos uma parcela significativa da população daquela cidade avaliando bem o rapaz…

Não é preciso pesquisar muito para saber o motivo: Propaganda enorme da dita administração (a Prefeitura já gastou mais de R$ 1,5 milhões, na imprensa local. Imprensa que não divulga nada sobre os erros da atual “administração”. Imprensa que não permite o contraditório, além da vergonhosa omissão do Ministério Público local…

Mas este grupo de pessoas que administram (e que administraram) o Município não começaram hoje, mas em 2012 , onde começa o nosso relato. São tantas as imoralidades e irregularidades, que precisaremos de mais de um capítulo para explicar… Em 2012, quando o atual prefeito de Espumoso era vereador e candidato a vice-prefeito na chapa do chefe do partido (que não vamos citar), como candidato a Prefeito… Importantes integrantes da administração atual, que então participavam da administração da prefeitura naquele ano, articularam a aquisição de uma área para instalar uma indústria de laticínios… A Prefeitura adquiriu uma área de 3 hectares na Linha Mangueirão, porém, SEM LICITAÇÃO ou sequer tomada de preço…

O valor na época foi de R$ 165.000,00…

Haviam áreas com valores bem mais baixos e mais bem localizadas, mas não foi realizado nenhum processo licitatório… Em órgão público o mandatário de plantão não pode  escolher uma determinada área (a seu bel prazer), muito menos combinar pessoalmente o valor. O artigo 37 da nossa Constituição Federal, foi claramente violado, de forma contundente, neste ato entre outros nesta administração, neste capítulo e no seguintes:

  • Constituição Federal, Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos MUNICÍPIOS obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também ao seguinte:…
  • Também o artigo 19 da Constituição Estadual: Art. 19. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes do Estado e dos MUNICÍPIOS, visando à promoção do bem público e à prestação de serviços à comunidade e aos indivíduos que a compõe, observará os princípios da legalidade, da moralidade, da impessoalidade, da publicidade, da legitimidade, da participação, da razoabilidade, da economicidade, da motivação e o seguinte:…
  • 37, caput, significa que o administrador público está, em toda sua atividade funcional sujeito aos mandamentos da lei, e às exigências do bem comum, e deles não se pode afastar ou desviar, sob pena de praticar ato inválido e expor-se à responsabilidade disciplinar, civil e criminal, conforme o caso.
  • Na Administração Pública não há liberdade nem vontade pessoal. Enquanto na administração particular é lícito fazer tudo que a lei não proíbe, na Administração Pública só é permitido fazer o que a lei autoriza. A lei para o particular significa “não pode fazer”: para o administrador público significa “deve ser assim”.

 

A LEI FOI FRONTALMENTE DESCUMPRIDA EM PREJUÍZO DO MUNICÍPIO E DO POVO DE ESPUMOSO – COMPRA SEM LICITAÇÃO

Confira no documento do Registro de Imóveis.

Espumoso – Capítulo II – Mais um envolvimento duvidoso do mandatário… 

Doação da área de 30.000m2 para Bianca Callegari e Alimentos Alto Jacuí Ltda – SEM CONCORRÊNCIA

Deixe um comentário

Envie um Comentário