14.6 C
Porto Alegre
2 de julho de 2022

Justiça manda soltar dono de empresa denunciado por Gabriel Monteiro

A fonte de toda corrupção está na falta de punição, os perpetradores se sentem a vontade em corromper por que já sabem que não serão punidos.

A Justiça determinou nesta quinta-feira (10) que Jailson dos Santos Salazar, dono da empresa JS Salazar – que era responsável pela administração de pátios e reboques de veículos do Rio – deve ser solto. O homem foi preso na terça-feira (8) suspeito de tentar subornar o vereador Gabriel Monteiro (PSD) oferecendo R$ 200 mil ao político.

Em audiência de custódia nesta quinta, mesmo o Ministério Público se manifestando pela prisão preventiva de Jailson, o juiz Rafael de Almeida Rezende disse que não existem dados concretos que indiquem que a liberdade do empresário possa “colocar em risco a ordem pública, conveniência da instrução criminal ou a aplicação da lei penal”. 

O magistrado também levou em conta os vídeos publicados por Gabriel Monteiro na internet, dizendo que, por isso, não seria possível “descartar a tese de flagrante preparado”, como argumentou a defesa de Jailson. O juiz acrescentou que os fatos devem ser melhor esclarecidos. 

“Isso porque a reunião entre os envolvidos ocorreu na residência de Gabriel Monteiro, regada a bebidas alcoólicas, devendo ser destacado que o custodiado foi instigado a se manifestar sobre fatos criminosos em que estaria envolvido, o que culminou com o suposto oferecimento de vantagem indevida”, seguiu Rezende. 

A decisão cita, ainda, que se Gabriel Monteiro apurou as irregularidades, poderia ter “comunicado os fatos autoridades competentes”. O juiz diz ser incompreensível a necessidade de uma reunião na casa do político.

- Patrocinado -

Artigos Relacionados

Fique conectado

2,758FãsCurtir
2,655SeguidoresSeguir
856InscritosInscrever

Últimas Notícias