Primeiro-ministro anuncia CPI da Covid contra ele mesmo (é na Inglaterra, viu?)

Primeiro-ministro anuncia CPI da Covid contra ele mesmo (é na Inglaterra, viu?)

O conservador Boris Johnson diz que a comissão independente começará a trabalhar em um ano e terá amplos poderes. A oposição apoiou a decisão, mas perguntou: “por que não pode começar mais cedo?“.

Enganou-se quem pensa que escândalos no mundo político só acontecem no Brasil. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou nesta quarta-feira (12) que vai abrir investigações públicas sobre a condução do combate à pandemia do novo coronavírus em 2022. Johnson, que é conservador, está apoiando uma CPI da Pandemia no Reino Unido para avaliar suas próprias ações.

Ao Parlamento britânico, Johnson disse que a comissão terá amplos poderes estatutários e que o governo tem responsabilidade em aprender com os erros cometidos, especialmente depois que 127.500 pessoas morreram vítimas da doença no país, o maior número de toda a Europa.

Em meio a tamanha tragédia, o estado tem a obrigação de examinar suas ações da forma mais rigorosa e franca possível e de aprender todas as lições para o futuro”, disse ele.

Johnson admitiu que os trabalhos da comissão poderiam começar antes, mas justificou o prazo de um ano dizendo que seria um erro tirar cientistas e funcionários públicos de saúde de suas tarefas neste momento crítico.

O líder da oposição, Keir Starmer, do Partido Trabalhista, apoiou a decisão, mas questionou a demora: “Por que não pode começar mais cedo?

Deixe um comentário

Envie um Comentário